Como funciona a impermeabilização predial?

Todo síndico tem pesadelos só de ouvir a palavra “infiltração” e não é por menos!

Problemas com infiltrações são muito rotineiros em edifícios, uns são simples de serem resolvidos, mas a grande maioria acaba se tornando uma grande dor de cabeça e baita de um prejuízo.

Existem diversas causas que podem levar a uma infiltração, mas qualquer que seja o motivo dessa infiltração, com certeza há falha de impermeabilização envolvida.

Vamos entender melhor sobre o que é impermeabilização, quando e como deve ser feita, continue lendo.

Primeiramente, o que é impermeabilização?

Definindo de maneira curta e direta, seria um processo de aplicação de produtos específicos, em superfícies que sofrem com a ação de água (chuva, neblina, caixas d’águas, encanamentos, paredes, etc.), com o objetivo de selar, vedar e proteger essas superfícies da ação da água, evitando infiltrações, manchas, mofos e até problemas bem mais sérios.

A impermeabilização é uma técnica que consiste em uma aplicação de produtos especializados, para proteger uma área contra as ações da água.

Ela é considerada um investimento preventivo, pois elimina de vez as dores de cabeças com infiltrações, desgastes e vazamentos, e pode ser realizada em todo lugar que tem a incidência de água, como as piscinas, coberturas, garagem, caixa d’água, sacadas…

Vamos aprofundar um pouco mais no assunto?

Como visto acima, a impermeabilização acontece por meio de produtos impermeabilizantes, esses produtos específicos são aplicados respeitando as particularidades de cada material e superfície em questão.

A impermeabilização vai muito além de evitar somente problemas estéticos, como estufamento de pintura, manchas  e fungos, ela também é responsável por formar uma camada protetora que evita problemas estruturais mais graves, como por exemplo, a degradação da estrutura por corrosão da armadura, impede o surgimento de trincas e fissuras, que podem também contribuir para a deterioração de toda a construção.

Ah, é importante salientar que bolor, mofo e fungo, causados por infiltrações, podem afetar a saúde dos moradores, por isso realizar uma impermeabilização correta e utilizando os produtos certos para cada área, você mantém os ambientes conservados, garantindo a integridade da estrutura e proporcionando um ambiente saudável para as pessoas que frequentam!

A água é o maior condutor de ácidos, sais e substâncias alcalinas, que são os responsáveis por degradar toda e qualquer construção, ficar de olho na impermeabilização é indispensável caso não queira problemas como infiltrações ou vazamentos indevidos.

Qual o melhor período para realizar a impermeabilização?

Contrário ao que muitos dizem por aí, a melhor época para realizar esse serviço. não é em períodos de chuva, e sim no de seca, como outono e inverno. Não espere conseguir ver melhor as infiltrações, haja com antecedência para não prejudicar a construção gente!

Tá, mas e quando eu posso fazer essa impermeabilização?

O processo de impermeabilização deveria ser feito desde as primeiras etapas do projeto. Mas sabemos que nem sempre o cenário é o ideal, como forma de reduzir custos de obras, aplicação de produtos que protegem a infraestrutura nem sempre está prevista no orçamento.

Mas calma, tudo tem jeito para tudo!

Confira como pode ser feita a aplicação em diferentes etapas da construção ou reforma do seu prédio.

  • Construção

Durante o processo de construção, a impermeabilização pode ser feita ainda na etapa da fundação, utilizando aditivos impermeabilizantes misturados na argamassa, e com o auxílio sapatas que inviabilizam a entrada de água nas estruturas da construção.

  • Laje

As lajes são feitas de cimento e normalmente são utilizadas na parte superior das construções, portanto, sofrem constantemente a ação da chuva.

O cimento é um material poroso, não sendo muito eficaz em uma vedação, e qualquer falha mínima nessa etapa da obra pode resultar em goteiras ou até mesmo em sobrecarga do revestimento que, podendo causar prejuízos com a perda de móveis e eletrodomésticos causada por infiltrações.

A melhor maneira de proteger e vedar uma laje é utilizando um material conhecido como manta de borracha líquida, que cria uma película protetora ultrarresistente.

  • Pré-pintura 

Depois de rebocar, lixar é hora de impermeabilizar!

A impermeabilização das paredes é fundamental para evitar dores de cabeça no futuro com mofos, infiltrações e bolores.

No caso de reformas, se você notou focos de umidade, infiltrações ou qualquer outro sinal de umidade, é importantíssimo resolver a causa primária, que pode ser um cano perfurado/estourado, vazamento de tubos e conexões, água da chuva e etc, e só então realizar o rebocamento, depois a impermeabilização com produtos específicos e pintar.

Qualquer pessoa pode realizar um processo de impermeabilização? 

Para ter um bom resultado é preciso alinhar a qualidade do produto com a mão de obra, se uma pessoa inexperiente aplicar o melhor produto existente no mercado, a chance de não ter um bom resultado é alta.

Para a realização deste serviço, é obrigatório contratar uma empresa séria e responsável, onde antes do orçamento, venha até o condomínio realizar uma vistoria completa, para entender melhor quais os lugares precisarão ser feitos.

Além do que, empresas grandes e sérias de serviços de impermeabilização apresentam ao cliente uma série de documentos e programas que são indispensáveis e obrigatórios para a execução de um trabalho seguro e de acordo com a legislação vigente.

E quanto custa?

Após a vistoria, será entregue o orçamento com a descrição dos produtos a serem utilizados. Não tem regras para isso, existem vários tipos de produtos no mercado, e vai de você juntamente a empresa, entender qual é o melhor para sua situação.

Nesse caso, é preciso levar em consideração a relação custo X benefício, o custo de uma boa impermeabilização varia entre 1% a 3% do custo total da obra. Se os serviços forem executados apenas depois de constatar problemas com infiltrações na edificação já pronta, o custo com a impermeabilização ultrapassa em muito este percentual. Isto porque refazer o processo de impermeabilização pode gerar um acréscimo de 10% a 15% do valor do serviço.

Resumindo: A impermeabilização, quando feita corretamente durante a construção, é bem mais barata e fácil, mas em casos de prédios muito antigos, ou que foram construídos sem esse cuidado, o valor acaba sendo um pouco maior, mas nada comparado ao prejuízo que a não impermeabilização pode causar.

A impermeabilização não é um serviço de aplicação única, precisa sim de uma periodicidade dependendo da localização e conservação do condomínio, mas pode durar cerca de 10 anos.

Sabe o ditado: Prevenir é melhor do que remediar? pois então, trago uma nova abordagem
“Impermeabilizar para não infiltrar”

Vai construir ou reformar seu prédio? Confie em quem é referência no assunto.

A Dumont tem 28 anos de história, já realizou centenas de trabalhos com excelência e tem como missão a qualidade de seus produtos e de seus colaboradores, que são constantemente treinados e capacitados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.